SGAS recebe fotos de plantas de pequeno porte do Cerrado para exposição

A Secretaria Geral de Gestão Ambiental e Sustentabilidade (SGAS) da UFSCar está recebendo, até o dia 18 de outubro, fotografias para compor a exposição “A grande beleza e importância das ‘pequenas’ plantas do Cerrado”. O objetivo é organizar uma mostra com foco nas plantas de pequeno porte do Cerrado, chamando a atenção para a sua diversidade. A partir do envolvimento da comunidade, a proposta é também despertar para a relevância da conservação ambiental. As melhores imagens serão selecionadas para fazer parte do evento.

As plantas de pequeno porte do Cerrado são ervas, arbustos, subarbustos, trepadeiras e gramíneas; em fase adulta, podem atingir até dois metros, de acordo com a engenheira agrônoma da SGAS, Raquel Stucchi Boschi. Segundo ela, a inspiração para a exposição veio do livro “Plantas pequenas do Cerrado: Biodiversidade negligenciada”, escrito pela pesquisadora do Instituto Florestal Giselda Durigan e colaboradores, publicado em 2018, por meio do qual é possível entender a importância dessas plantas e ter uma dimensão do pouco conhecimento que se tem sobre elas.

“Chamo a atenção para um dado muito importante: 5/6 das plantas do Cerrado são de pequeno porte, o que mostra a grande diversidade desse componente. Além disso, essas plantas ajudam a proteger o solo da erosão; facilitam a infiltração da água no solo; servem como alimento e abrigo para animais; atraem polinizadores e trazem cor e beleza ao bioma”, descreve Boschi. São exemplos de espécies de plantas de pequeno porte do Cerrado o marolinho-do-cerrado, a caroba do campo, o cajuzinho do cerrado, o cipó-prata, a lobeira, o capim-rabo-de-burro, o assa-peixe, o alecrim do campo, o algodão-bravo, a carqueja, o gravatá, a erva-de-rato, a unha-de-vaca e a macelinha. Todos elas podem ser encontradas no Campus São Carlos da UFSCar.

Como participar
Os interessados em participar da exposição devem enviar seus registros até 18 de outubro para o e-mail ufscar.sgas@gmail.com. É recomendado que a foto esteja em alta resolução, contendo o nome do autor e a identificação da espécie. Caso não tenha a identificação da planta, a equipe da SGAS tentará classificá-la, à medida do possível. A participação é aberta ao público e não há limite de fotos por pessoa. As imagens podem ser do fragmento de Cerrado da UFSCar ou de qualquer outra área desse bioma.

A exposição será organizada pela equipe da SGAS, com coordenação do servidor técnico-administrativo Altair José Dovigo. “Contamos com a colaboração de todos, seja como participante ou visitante, para que possamos divulgar a importância de se olhar para todos os tamanhos e tipos de plantas quando se fala em conservação e restauração”, destaca Raquel Boschi. A mostra está prevista para ser exibida no saguão da Reitoria no mês de novembro e na Biblioteca Comunitária (BCo), em dezembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *