Anthony Ervin

O nadador americano provou para todos, aos 35 anos de idade, que é possível dar a volta por cima. Em Sidney 2000, até então com 19 anos, Ervin ficou conhecido após faturar o ouro nos 50 m e a prata nos 4×100 m. No entanto, aos 22 anos, ele decidiu largar tudo por conta de uma depressão: bebia muito e usava drogas, entre elas a cocaína. Chegou, inclusive, a tentar se matar tomando tranquilizantes. A mudança só veio oito anos depois, em 2011, quando decidiu que queria participar dos Jogos Olímpicos de Londres. Conseguiu, mas não foi medalhista na ocasião. Ainda assim, Anthony não desistiu: na Rio 2016, foi campeão olímpico nas duas provas que disputou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *