Índia anuncia investimento pesado em computação quântica

O governo indiano anunciou irá investir 80 bilhões de rupias (cerca de US$ 1,12 bilhão) em pesquisa de computação quântica nos próximos cinco anos. De acordo com a ministra das Finanças, Nirmala Sitharaman, o investimento faz parte do projeto da Missão Nacional de Tecnologia e Aplicação Quântica.

A Índia conta com poucos projetos em andamento na nova tecnologia. No ano passado, o Departamento de Ciência e Tecnologia montou um departamento de quântica com financiamento de 80 milhões de rupias (US $ 11,2 milhões) em um instituto na cidade de Hyderabad.

Porém, o país terá que correr contra o tempo se quiser chegar no mesmo nível dos concorrentes. Em 2016, a Comissão Europeia anunciou um bilhão de euros (US$ 1,13 bilhão de dólares) em financiamento para projetos de computação quântica. Em 2018, o presidente dos EUA, Donald Trump, assinou um projeto de lei que prometia investimento de US$ 1,2 bilhão na área. Enquanto isso, a China já comprometeu mais de US $ 2 bilhões ao longo dos anos para alimentar a pesquisa quântica. Outros países como Japão, Alemanha e Canadá também anunciaram vários programas para impulsionar programas de computação quântica.

Isso sem contar com a iniciativa privada. IBM e Google já estão lutando pela supremacia quântica – um fenômeno em que um computador quântico resolve um problema que um computador clássico praticamente não consegue. Por outro lado, Amazon e Microsoft já estão oferecendo serviços em nuvem para computação quântica.

O recém-nomeado CEO da IBM, Arvind Krishna, disse em uma entrevista no ano passado que não havia visto nenhuma startup indiana trabalhando ativamente na área de computação quântica. Ele ainda expressou preocupação sobre como o país poderia perder sua vantagem tecnológica se não investisse no setor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *