80 milhões em reforços e 63% de aproveitamento: anúncio da parceria do Bragantino completa um ano

Há exato um ano, o Bragantino anunciava uma parceria que mudaria seu patamar no futebol e, mais do que isso, alteraria sua estrutura , suas cores e até seu nome. Foi no dia 26 de março de 2019 que o Massa Bruta anunciou a parceria com o RB Brasil, gerido pela empresa de energéticos Red Bull.

Desde então, a mudança foi radical no clube de Bragança Paulista. A equipe, que havia se salvado do rebaixamento na última rodada do Campeonato Paulista, incorporou jogadores e comissão técnica do RB Brasil, dono da melhor campanha na primeira fase do Estadual. O orçamento aumentou, e também vieram nomes de peso como os atacantes Thiago Ribeiro e Morato.

GloboEsporte.com fez um levantamento desse primeiro ano da parceria Bragantino-RB Brasil. Um resumo rápido: neste período, foram investidos mais de R$ 80 milhões em reforços. Em campo, o resultado veio com um aproveitamento de 64%. Foram 48 jogos até agora, com 27 vitórias, 11 empates e 10 derrotas.

Torcida do Bragantino no estádio Nabi Abi Chedid — Foto: Ari Ferreira/CA Bragantino

Torcida do Bragantino no estádio Nabi Abi Chedid — Foto: Ari Ferreira/CA Bragantino

Passada a desconfiança inicial da população de Bragança Paulista, o clube também registrou um aumento de público, chegando, inclusive, a ter lotação máxima no Nabi Abi Chedid, em alguns jogos da Série B do Campeonato Brasileiro. A média de público no torneio nacional foi de 6.200 pagantes por jogo.

O trabalho, considerado de longo prazo, para colocar o Bragantino entre os principais clubes do Brasil resultou no título da Série B do Brasileiro e vaga no Brasileirão após 22 anos. No Campeonato Paulista, após um início ruim, a equipe se firmou com o novo técnico, Felipe Conceição, e atualmente é o líder do Grupo D, com 17 pontos. A vaga nas quartas de final do estadual está garantida.

Relembre abaixo os principais momentos desse primeiro ano de parceria

O anúncio

Os rumores começaram no Campeonato Paulista de 2019. Até que 26 de março daquele ano, o acordo entre Bragantino e a empresa Red Bull foi firmado. A partir de então, a empresa austríaca passaria a gerir o futebol do Massa Bruta. A apresentação oficial da parceria foi realizada em São Paulo, em 23 de abril.

Apresentação oficial da parceria entre Bragantino e Red Bull — Foto: Maurício Oliveira

Apresentação oficial da parceria entre Bragantino e Red Bull — Foto: Maurício Oliveira

Na apresentação, os planos foram revelados. A comissão técnica e os atletas do RB Brasil passariam a defender o Bragantino a partir do Brasileiro da Série B. Apenas quatro atletas que atuaram pelo Massa Bruta no estadual foram mantidos.

A fornecedora de material esportivo do clube passou a ser a Nike, que já confeccionava os materiais do RB Brasil. No acordo, já existia a cláusula que o nome do time mudaria a partir de 2020. De Clube Atlético Bragantino passaria para Red Bull Bragantino.

A Série B do Brasileiro

Sob o comando do técnico Antônio Carlos Zago, o Bragantino entrou no Brasileiro da Série B como um dos favoritos ao acesso e correspondeu às expectativas que foram criadas. Logo no começo da competição, o Massa Bruta assumiu a liderança do torneio e não deixou mais a ponta.

Bragantino foi campeão brasileiro da Série B em 2019 — Foto: Ari Ferreira/CA Bragantino

Bragantino foi campeão brasileiro da Série B em 2019 — Foto: Ari Ferreira/CA Bragantino

Em 38 jogos disputados, foram 22 vitórias, nove empates e sete derrotas (65% de aproveitamento). Nenhum revés foi no estádio Nabi Abi Chedid. O time também terminou a competição com o melhor ataque (64 gols marcados) e a melhor defesa (27 gols sofridos). O acesso foi garantido com cinco rodadas de antecedência, e o título conquistado duas rodadas antes do campeonato terminar.

O time teve destaques individuais, como o meia Claudinho (eleito o melhor jogador da Série B), o goleiro Júlio César, o zagueiro Léo Ortiz e o atacante Ytalo. Mas o jogo coletivo foi uma das principais armas da equipe durante a campanha do acesso. Mesmo com mudanças, o time manteve o padrão de jogo.

Primeira grande baixa

O planejamento do Bragantino para a temporada 2020 está pronto. Mas, no período de festas de Natal e Ano Novo, o time teve uma baixa importante. O técnico Antônio Carlos Zago recebeu proposta do Kashima Antlers, do Japão, e saiu o clube. A saída foi conturbada, com o Bragantino acusando o clube japonês de não pagar a multa rescisória.

Técnico Antônio Carlos Zago deixou o Bragantino no fim de 2019 — Foto: Ari Ferreira/CA Bragantino

Técnico Antônio Carlos Zago deixou o Bragantino no fim de 2019 — Foto: Ari Ferreira/CA Bragantino

Para o lugar de Zago, o técnico Vinícius Munhoz, que tinha sido contratado para o RB Brasil, assumiu como interino. Ele comandou toda a pré-temporada e os dois primeiros jogos do Campeonato Paulista. A partir da terceira rodada, o técnico Felipe Conceição, que estava no América-MG, passou a comandar o Bragantino.

Reforços milionários

O Bragantino foi o segundo clube do Brasil que mais investiu em reforços na janela de transferência para a temporada 2020. Ficou atrás apenas do Flamengo, que investiu R$ 156 milhões. O Massa Bruta gastou R$ 84 milhões em contratações.

Atacante Artur foi a contratação mais cara da história do Bragantino — Foto: Ari Ferreira/Bragantino

Atacante Artur foi a contratação mais cara da história do Bragantino — Foto: Ari Ferreira/Bragantino

A contratação mais cara foi do atacante Artur, que pertencia ao Palmeiras e disputou o Brasileirão de 2019 pelo Bahia. O Bragantino comprou o atleta por R$ 25 milhões. Ele é a contratação mais cara da história do clube. Depois de Artur, foram gastos R$ 23 milhões para adquirir o goleiro Cleiton, ex-Atlético-MG.

O Massa Bruta também contratou Alerrandro (R$ 14 milhões ao Atlético-MG), Thonny Anderson (R$ 13 milhões ao Grêmio), Weverton (R$ 5 milhões ao Cruzeiro) e Léo Realpe (R$ 4 milhões ao Independente del Valle). O volante Matheus Jesus, o lateral-esquerdo Luan Cândido e o atacante Leandrinho chegaram por empréstimo, e o zagueiro Fabrício Bruno foi contratado sem custos.

O perfil das contratações é de atletas jovens, com potencial de evolução.

Retomada no Paulistão

O início do Campeonato Paulista do Bragantino não foi com vitórias. Nas três primeiras rodadas, o time sequer marcou um gol. Mas, a partir da quarta rodada, quando venceu o Palmeiras por 2 a 1, o Massa Bruta engatou uma reação no estadual.

Bragantino garantiu a classificação às quartas de final do Paulista com duas rodadas de antecedência — Foto: Ari Ferreira/Red Bull Bragantino

Bragantino garantiu a classificação às quartas de final do Paulista com duas rodadas de antecedência — Foto: Ari Ferreira/Red Bull Bragantino

Sob o comando do técnico Felipe Conceição, o Bragantino tem 66,6% de aproveitamento. Em oito jogos, são cinco vitórias, duas derrotas e um empate. Essa retomada deixou a equipe na liderança do Grupo D, com 17 pontos. Com duas rodadas de antecedência, garantiu a classificação às quartas de final.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *