Estado doa comida a idosos carentes e movimenta economia: covid

Um governador encontrou uma forma de ajudar pessoas idosas carentes e ao mesmo tempo movimentar a economia do estado em tempos de isolamento social por causa da covid-19. Olha que boa ideia para ser copiada!

Gavin Newsom anunciou que a Califórnia, nos EUA, vai entregar três refeições nutritivas diárias a idosos e, assim, dará trabalho aos que perderam o emprego na cidade e no campo, devido à pandemia de coronavírus.

O programa ‘Great Plates Delivered – ‘Grandes pratos entregues’, em tradução livre – vai apoiar restaurantes em dificuldades, para recontratar ou manter os funcionários, preparar as refeições e entregá-las aos necessitados. 

Com a medida, o estado também vai movimentar a economia rural e ajudar os produtores locais. 

“Queremos conectar nossas fazendas a esse esforço. Queremos focar nossos valores em todo o estado da Califórnia para colocar muitos restaurantes independentes em funcionamento novamente e ter uma diversidade de opções.”

“Existem mais de 5,7 milhões de californianos mais velhos, mas 1,2 milhão vive sozinho, socialmente isolado, incapaz, em muitos aspectos, de cozinhar suas próprias refeições, incapaz de receber o tipo de nutrição e apoio que merece”, disse o governador Gavin Newsom.

Como

A Califórnia fez uma parceria com a Agência Federal de Gerenciamento de Emergências (FEMA) e com os governos estaduais e locais. 

A FEMA cobrirá 75% do custo, com o estado bancando a maior parte do valor. 

Os restaurantes serão reembolsados ​​a taxas de US $ 16 (R$ 92) para café da manhã, US $ 17 (R$ 98) para almoços e até US $ 28 (R$ 162) para jantares.

“Essa parceria permitirá que … restaurantes iniciem a recontratação de pessoas ou mantenham as pessoas atualmente empregadas e que preparem refeições, três refeições por dia, sete dias por semana, e que essas refeições sejam entregues aos idosos em todo o estado da Califórnia”, disse o governador Newsom.

O esforço sem precedentes para apoiar os idosos também trará alívio bem-vindo, não apenas aos proprietários de pequenas empresas em dificuldades, mas aos governos locais que enfrentam grandes déficits fiscais que dificultam o fornecimento de serviços essenciais aos necessitados.

Saúde dos idosos

O plano mantém a missão de apoiar a saúde dos idosos com maior risco de infecção por COVID-19 como prioridade. 

Newsom disse que quer “garantir que o que estamos enviando para os idosos seja baixo teor de sódio, tenha bebidas com baixo teor de frutose ou açucaradas, e assim por diante”.

O programa será gerenciado localmente, para melhor atender às necessidades de comunidades específicas. 

De um modo geral, pessoas com mais de 65 anos e entre 60 e 64 anos definidas como de alto risco pelo CDC são elegíveis. 

‘Alto risco’ inclui aqueles que são positivos para COVID-19, foram expostos ao vírus ou têm uma condição subjacente. 

Os indivíduos devem morar sozinhos – ou com outro adulto elegível ao programa – e não devem receber outras formas de assistência nutricional estadual ou federal.

Um comentário em “Estado doa comida a idosos carentes e movimenta economia: covid

  • 4 de junho de 2020 em 06:44
    Permalink

    I just want to mention I am just new to blogging and site-building and truly liked your page. Likely I’m going to bookmark your site . You actually come with tremendous posts. Bless you for revealing your webpage.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *